A antiga vila de pescadores entrou na rota do jet set internacional depois de uma visita da atriz Brigitte Bardot, nos anos 60. Hoje, o balneário é um dos destinos mais charmosos do país

Búzios tem sua origem em uma pequena aldeia que no passado foi povoada por índios, portugueses e piratas franceses. A aldeia também foi ponto de tráfico de escravos negreiros.

Mas foi a passagem da da bela  francesa , em janeiro de 1964, que colocou o vilarejo na rota do turismo internacional e do glamour. Desde então, suas praias ganharam destaque no mundo e a península ficou conhecida  por suas belas praias e um lindo pôr do sol.Há décadas o balneário se sofisticou e ganhou fama por conta do charme de seu lifestyle e da agitada vida noturna.

No verão e nos feriados, o burburinho é intenso dia e noite. Já na baixa estação, Búzios é um paraíso perfeito para apreciadores da boa mesa, das artes e da natureza.

O charme e a beleza de Búzios vem de longa data. A península  já era frequentado pela alta sociedade carioca desde os anos 50 – a turma endinheirada chegava atrás dos encantos rústicos e da privacidade da pequena aldeia de pescadores. A viagem era uma aventura, feita por uma precária estrada de terra.

Brigitte chegou à vila em 64 trazida por seu então namorado brasileiro Bob Zagury. Em 76 foi a vez do vocalista dos Rolling Stones, Mick Jagger se esbaldar na aldeia, tocando violão na Praia do Canto para os pescadores e um grupo de adolescentes cariocas .

O charme de Búzios  , Rua das Pedras e Orla Bardot não é garantido somente por sua beleza natural. Espalha-se ainda por sua arquitetura, que segue um estilo único, a começar pela altura das construções – graças a uma lei de 1970, nenhuma pode ultrapassar dois andares.